Git

GIT é um programa de código aberto que tem como função prover um sistema de controle de versão. Mais amplo que o sistema da Wikipedia, nos permite separar um projeto em diversos segmentos, habilitando controle de versão de peça por peça de um produto final. Permitindo assim, um trabalho em equipe otimizado.

Sistemas de Controle de Versão

Um sistema de controle de versão é um tipo de interface que permite ao usuário ter controle sobre todas as versões de um projeto ou arquivo, afim de poder visualizar as modificações e o progresso do trabalho ao longo tempo. É muito útil no meio científico, permitindo restaurar o projeto em caso de falhas em versões novas, assim como permitir que as pessoas compreendam o processo de construção do mesmo.
Um exemplo clássico é a Wikipedia, que possui um controle de versão de todos seus artigos, permitindo ao usuário visualizar o histórico completo dos mesmos, facilitando edições futuras e compreensão das modificações realizadas ao longo da construção do mesmo.

Utilizando o Git

Abaixo segue um tutorial básico do uso do Git, com os comandos na ordem usual. Para uma explicação mais avançada dos comandos, visite a página do Git: http://git-scm.com/docs

Copiando um diretório

O uso mais trivial da interface, é a ação de copiar um projeto já existente, presente em um repositório. Para isso, utilizamos o comando:

git clone

Como exemplo, podemos copiar o diretório do projeto da planta do laboratório L201. Para isso, procuramos primeiro o endereço do repositório. Podemos acessar o índice de repositórios do CTA através do endereço http://cta.if.ufrgs.br/git/ onde, encontramos o diretório planta L201.git.

Clicando no link, acessamos a página do diretório, nos permitindo visualizar as versões, comentários e endereços do diretório. Nesse caso, temos http://cta.if.ufrgs.br/git//planta L201.git e
o git://cta.if.ufrgs.br/planta L201.git. Os protocolos http e git permitem somente leitura, para futura gravação é necessária a utilização do protocolo ssh, usável somente dentro da URFGS.

Nesse caso, queremos copiar apenas, então podemos utilizar o protocolo git. Criamos um diretório onde queremos salvar o projeto, e dentro desse diretório, utilizamos o comando para clonar:

user@pc:~$
bq. user@pc:~$ mkdir lab201
bq. user@pc:~$ cd lab201
bq. user@pc:~/lab201$ git clone git://cta.if.ufrgs.br/planta_L201.git

Pronto, o diretório do projeto, com todas suas versões está copiado no computador, agora podemos visualizar e trabalhar nele.

Adicionando e atualizando um arquivo

Para adicionarmos um arquivo no índice do diretório, assim como uma nova versão do mesmo, utilizamos o comando:

git add

Como exemplo, vamos supor que se tenha um arquivo readme.txt, e ele está completo para essa versão. Queremos adicioná-lo a pasta Documentação do diretório. Utilizamos a seguinte linha:

user@pc:~/lab201/planta_L201$ git add Documentação/readme.txt

Assim, quando finalizar-se a versão, esse documento constará presente.

Verificando os arquivos modificados

Para podermos ver quais arquivos foram modificados e reconhecidos pelo Git para uma nova versão, utilizamos o comando:

git status

Ele lhe mostrará uma lista desses arquivos e onde eles se encontram.

Retrocedendo uma Ação

Se por algum motivo, depois de ter usado o git add ou algum outro comando permanente nos arquivos, você queira retroceder essa ação, utiliza-se do comando:

git reset

Como exemplo, para remover as alterações no readme.txt anterior, fazemos assim:

user@pc:~/lab201/planta_L201$ git reset Documentação/readme.txt

Assim, o novo readme.txt não estará nessa versão.

Se, por outro motivo qualquer, queremos remover um arquivo permanentemente da nova versão, utilizamos o comando:

git rm

De sintaxe semelhante ao reset, para removermos o readme.txt, usamos:

user@pc:~/lab201/planta_L201$ git rm Documentação/readme.txt

Desta vez, não será o readme.txt antigo a entrar na versão, mas sim, nenhum readme.txt estará presente.

Saindo do Anonimato

Se, nessa etapa, finalizar-se a edição, o editor dessa versão será dado como anônimo, para fins de identificação, devemos utilizar o comando:

git config

Esse comando é um portal de diversas configurações dentro do git, nesse caso, usamos a opção:

git config --global user.name "Novo nome"

Onde o texto em aspas será o novo nome de usuário no git. Para verificarmos quem é o atual usuário, basta utilizar o comando:

git config --global user.name

Finalizando uma Edição

Feitas as modificações necessárias ao projeto, o usuário vai querer lançar uma nova versão do mesmo. Para tal, se utiliza do comando:

git commit

Esse comando salva todas as alterações feitas até então, bem como o editor delas. Ao dar esse comando, também é exigido um comentário da versão.

diretorio_git.png (30.8 kB) Gabriel Krieger Nardon, 15/08/2013 14:50