Festival Aprender 2018

No 2, 3 e 4 está acontecendo o FestA! - Festival Aprender , festival organizado pelo SESC São Paulo. Nos dias 3 e 4, no SESC Santos, no Espaço de Tecnologias e Artes, irá ocorrer a oficina Hackeando o Monitoramento Ambiental, que será conduzida pela colaboradora Marina.

O material pode ser encontrado neste repositório.

Serão abordadas formas de acessar dados ambientais utilizando tecnologias livres e abertas como ferramenta para maior protagonismo cidadão no processo de geração de conhecimento e de compartilhamento dos dados. Ao integrar tecnologia livres, cultura hacker e monitoramento ambiental, são valorizadas características regionais com atividades práticas desenvolvendo ferramentas com foco nos ecossistemas aquáticos da cidade. A atividade não apenas abre o horizonte para o potencial do uso dessas tecnologias, como também estimula o debate e a reflexão sobre a importância de políticas públicas para restauração e proteção de ecossistemas presentes nos centros urbanos.

Com Marina de Freitas, estudante de Engenharia Física e colaboradora do Centro de Tecnologia Acadêmica de UFRGS desde 2015, onde vem desenvolvendo hardware aberto e livre para ciência aberta e cidadã e ministrando cursos que incentivam a emancipação tecnológica. Membro da comunidade GOSH - que discute e fomenta o uso de hardware aberto para ciência a nível global - , além de residente em 2017 do Red Bull Basement com o projeto "Tecnologia Cidadã através da Estações Meteorológicas Modulares". É também membro da EITCHA, a Escola Itinerante de Tecnologia Cidadã Hacker, que busca plantar a educação emancipatória nas escolas.

Inscrição a partir do dia 22/02 às 14h.

O Conto de Amanhã é um conto escrito por Marina de Freitas e foi usado como introdução da oficina.

Fotos!

Participantes trabalham atentamente nas atividades da oficnas!

Detalhes do condutivímetro montado durante a atividade.

Participantes aprendem a soldar e montam sua própria placa para monitoramento ambiental!

Fotos em CC-BY-SA, por Marina de Freitas.

Conto de Amanhã (Os objetivos Subjetivos)

Era uma Vez,
nas planícies infinitas da nossa história, a Ciência de Ontem.

A Ciência de Ontem,
dona de si - e achando dona dos outro -
escrevia a verdade montada em seu trono.
Não tinha medo de nada!
Nada, Nada!
De Nada a não ser uma coisa: da Profecia da Ciência do Amanhã.
Essa afirmava que dentre dos seus surgiria a Ciência do Amanhã, única com poderes de derrubar-lhe de seu trono e tornar-se a nova escritora da verdade, apagando tudo que já tinha sido escrito.
A T E R R O R I Z A D A,
a Ciência de Ontem subiu no morro mais alto da planície e construiu um forte em volta de si.
Isolou-se de tudo que não era si própria.
Isolou-se do que era Arte.
Isolou-se do que era Emoção.
Isolou-se do que era Intuição.
Isoulou-se de tudo que não podia controlar.
Isolou-se até do que era Natural.

Não bastando,
teve medo que dentre seus filhos pudesse surgir a Ciência do Amanhã.
Assim, invocou das profundezas abissais da sua mente a Arrogância.
Garantiu que houvesse uma Arrogância atrás de cada filha, que impedisse que conversassem entre si.
"Que cada uma ficasse em seu canto fazendo o que tinha que fazer. Nada de conversinha."

O que a Ciência de Ontem não esperava é que as profecias são imprecisas e imprevisíveis.
Como o mundo natural o é.

Esperava encontrar a Ciência do Amanhça entre suas filhas mais gananciosas. Mas nada lá encontrou.
Acreditou então que a Arrogância era o suficiente para a manutenção do poder.
Com o tempo, a ansia por fazer de suas filhas as motivou a driblar suas Arrogâncias e a colaborarem umas com as outras.
Conversaram.
Trocaram.
Plantaram, juntas.
E desses terras sem fronteira, e somente dessas terras sem frontreiras, surgiu a Ciência do Amanhã!
Na sua forma mais pura!

Mas calmem! O caos não foi instaurado! Não não!
A Ciência do Amanhã não veio destruir nada, nem sobrepor (talvez umpouquinho), veio ser.
Não sobrevive sozinha!
Não sobrevive amarrada!
Não é propriedade.
É como cupin, Coexiste com a Ciência de Ontem.
As vezes disfarçada, as vezes nem tanto.
Não pode ser pensada com arrogância.
Faz aprte da Ciência quando se larga o medo e o poder.

E é isso que lhes convido a fazer!

FestA-2018-1.jpg - fotos da oficina "hackeando o monitoramento ambiental", sesc santos, festa, 2018 (108,3 KB) Marina de Freitas, 08/03/2018 19:25

FestA-2018-2.jpg - fotos da oficina "hackeando o monitoramento ambiental", sesc santos, festa, 2018 (103,8 KB) Marina de Freitas, 08/03/2018 19:25

FestA-2018-3.jpg - fotos da oficina "hackeando o monitoramento ambiental", sesc santos, festa, 2018 (71,1 KB) Marina de Freitas, 08/03/2018 19:25

FestA-2018-4.jpg - fotos da oficina "hackeando o monitoramento ambiental", sesc santos, festa, 2018 (79,4 KB) Marina de Freitas, 08/03/2018 19:25

FestA-2018-5.jpg - fotos da oficina "hackeando o monitoramento ambiental", sesc santos, festa, 2018 (65,3 KB) Marina de Freitas, 08/03/2018 19:25

FestA-2018-6.jpg - fotos da oficina "hackeando o monitoramento ambiental", sesc santos, festa, 2018 (72,1 KB) Marina de Freitas, 08/03/2018 19:25